Mensagens

Mensagem em texto

O EVANGELHO É TÃO INCLUDENTE COMO TAMBÉM EXCLUDENTE

ELIZEU EDUARDO
PRESBITERIANA DO HAUER 301740 Clique(s) 250 mensagens 3588 Voto(s)

“Eu sou o caminho, a verdade e a vida, ninguém vem ao Pai senão por mim” (Jo 14.6).


A Reforma resgatou grandes verdades bíblicas que formam o solo básico  de nossa doutrina  reformada. Entre elas, a grande verdade de que somente Jesus é salvador;  único mediador entre Deus e os homens e digno de ser adorado.


A soteriologia  [doutrina da salvação]  dos reformados, enaltece a segunda pessoa da trindade colocando-a em seu devido lugar de centralidade. Conforme nos informa a Palavra de Deus [sola Scripturas] “não há salvação em nenhum outro, porque abaixo do céu não existe nenhum outro nome, dado entre os homens, pelo qual importa que sejamos salvos” (At 4.12). 


Se faz necessário nestes dias da Igreja Deformada, uma posição de resgate tal como a dos dias da Reforma.  Ainda que os universalistas e sincretistas não gostem, o Evangelho é tão excludente quanto includente. O Evangelho exclui com intensidade todo aquele que rejeita o Senhor Jesus Cristo como salvador, mesmo que seja carregado de boa intenção. O Evangelho inclui todos os que chamados pelo Pai, e  confessam Jesus como único Senhor e Salvador.


Não podemos jamais incluir aqueles que Deus não incluiu, mas devemos com toda  garra trabalhar para a salvação daqueles que Deus escolheu. Lembrando que nosso trabalho é anunciar Jesus Cristo ao mundo.


E cabe-nos neste momento de “vários cristos”, definir que Cristo anunciamos.


1. Não se trata do Cristo histórico que foi um homem feito Deus aos olhos dos liberais, alguém que é padrão ético e moral apenas.  Trata-se do Filho de Deus vivo [Mt 16.13] que se fez homem e habitou entre nós [Jo. 1.14].


2. Não se trata de um Jesus curandeiro e provedor de soluções financeiras como se pregando de forma massificada pela baixa religião. Anunciamos Jesus que nos resgatou das trevas para sua maravilhosa Luz [Col. 1.13].


3. Não anunciamos um Cristo dos ideólogos da última hora, um Cristo que governará o mundo num futuro milenista, mas de um Cristo que já é Senhor do mundo e tudo sustenta segunda a sua palavra. [Col. 1.17] . 


Que  pela graça divina, nos levantemos a uma só voz  e anunciemos Jesus Cristo ao mundo. 


 

Compartilhar

Avaliação: 8.0/10 (1 voto)

Desenvolvido por