Mensagens

Mensagem em texto

O LEGADO DA REFORMA

Tema: FÉ
Liberato Pereira
Igreja Presbiteriana do Brasil 1431 Clique(s) 7 mensagens 39 Voto(s)

O LEGADO DA REFORMA


Romanos 1:17


          Pense: Como as pessoas veem o cristianismo hoje? E a mídia? Eles veem os cristãos como embaixadores de Deus vivendo Sua graça, e sendo agradecidos por Seu amor? Talvez alguns o vejam, simplesmente, como um sistema de se relacionar com Deus por meio de regras e rituais. A qualquer momento, em que não se cumpra essas regras e rituais, será marginalizado, punido, ou ainda pior, separado de Deus e excluído de Sua comunidade. A ideia que muitos têm é que os cristãos estão sempre contra algo ou alguém, e, portanto, Deus está sempre contra sua criação.


            Mas esta não é mensagem que Deus nos dá por meio da Sua Palavra (Bíblia), nem o que significa ser cristianismo. A mensagem do Evangelho é esta: "Porque Deus tanto amou o mundo que deu o seu Filho Unigênito, para que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna. Pois Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para condenar o mundo, mas para que este fosse salvo por meio dele.” (Jo 3:16-17)


            Há mais de 500 anos, Martinho Lutero lutou com uma questão semelhante: O quê preciso fazer para ter um relacionamento correto e saudável com Deus? Sua resposta inicial foi centrar-se naquilo que ele poderia fazer, e foi o que realizou. Desistiu de seus estudos jurídicos para seguir a vida religiosa, tornou-se um monge. Como ele, muitos outros pensavam que ser um monge era mais importante e sagrado do que ser um advogado. Leu e estudou a Bíblia com esmero. Confessou seus pecados, mesmo os mais triviais, por horas. Sempre procurando apaziguar sua vida com um Deus irado. Numa ocasião, ele foi extremamente diligente com sua confissão, pois estava determinado a consertar sua vida com Deus, depois que Staupitz anunciou o perdão de Deus para ele, Lutero deixou o confessionário pensando que era bom, e que não havia mais nada entre ele e Deus, então veio à sua mente que havia acabado de falhar no teste da humildade. Não importa o quanto ele tentou, nem o que fez, sempre havia um problema entre ele e Deus. Seu contínuo esforço por um bom relacionamento com o Pai Celestial sempre falhava. Em vez de paz com o Senhor, frequentemente ficava desanimado e preocupado. Sua visão era de um Deus puro, mas pronto a punir qualquer um que não correspondesse às Suas expectativas. Suspeito que esse não seja um problema apenas de Lutero!


            Mas Deus usou o esforço de Lutero para revelar a verdade essencial do cristianismo. Enquanto ele estudava a Bíblia, encontrou em Romanos 1:16-17: “O justo viverá pela fé”. Sua visão sobre Deus e o cristianismo alterou-se substancialmente. Não era mais a ênfase no que tinha que fazer e viver para apaziguar uma divindade irada, mas Deus oferece-lhe um relacionamento com Ele por meio da vida, morte e ressurreição de Seu filho Jesus Cristo, e tudo o que é exigido é a fé. (cf. Rm 3:25-26). A salvação graciosa de Deus, por meio do Seu Filho amado, tornou-se o seu foco principal. A descoberta da graça de Deus levou Lutero a questionar as práticas e os ensinos errôneos da igreja, em seu tempo.


            Em 1521, quando compareceu à Dieta de Worms sob a ameaça de ser considerado herege, excomungado, e uma grande possibilidade de até ser morto por se manter firme em sua convicção da salvação pela graça por meio da fé. Foi-lhe dada a oportunidade de evitar tudo isso simplesmente retratando-se daquilo que havia ensinado e escrito sobre a graça de Deus, e de como a igreja estava fora de sintonia com a Palavra de Deus. Em vez disso, Lutero afirmou: "A menos que eu seja convencido pelas Escrituras e pela razão pura e já que não aceito a autoridade do papa e dos concílios, pois eles se contradizem mutuamente, minha consciência é cativa da Palavra de Deus. Eu não posso e não vou me retratar de nada, pois não é seguro nem certo ir contra a consciência. Deus me ajude. Amém"


            É importante ressaltar que a reforma não ocorreu, porque Lutero foi contra alguma coisa, e sim porque ele era a favor de algo, a verdade de que Deus é um Deus gracioso, e, como gracioso e misericordioso, Ele possibilita que tenhamos um relacionamento com ele,  por meio de Jesus Cristo, mesmo que ainda possamos falhar e pecar em nossas vidas. Isso levou Lutero, no decorrer da vida, a se relacionar com muitas pessoas que pensavam diferentes, com amor.


            Sua vida cristã é dirigida pelo que você faz, como realiza, quão bom você é, ou parece ser? Ou está saturada com a graça de Deus, sabendo que Ele o ama? Está firmada na verdade de que a vida, a morte e a ressurreição de Jesus são suficientes para você ter um relacionamento saudável com Deus agora e para sempre? Que a graça de Deus continue moldando nossas vidas, pois só assim teremos paz com Ele, e com os nossos semelhantes.


            Rev. Liberato Pereira dos Santos


 

Compartilhar

Avaliação: 2.2/10 (5 votos)

Desenvolvido por